box de crossfit

Gestão de box de CrossFit: conheça 5 erros cometidos e saiba como evitá-los

O CrossFit é uma das modalidades mais populares no Brasil, e não estamos falando de um ramo pequeno de mercado, o segmento fitness movimenta mais de 2 bilhões de dólares no território brasileiro. É claro que esses números criam um setor competitivo.

Abrir um box de CrossFit não é uma tarefa fácil. Por se tratar de uma modalidade que exige muito do corpo, existe uma série de fatores envolvidos que devem ser levados em consideração, como por exemplo, contratar profissionais com experiência e técnicas adequadas. Por isso, gerenciar um box de CrossFit vai além de administrar uma academia convencional.

Pensando nisso, separamos 5 dos principais erros cometidos na gestão de box de CrossFit. De olho neles, você conseguirá driblar as principais armadilhas do ramo e sair na frente no mercado. Preparado para saber mais e levar sua academia a um novo patamar? Pode começar a se aquecer!

1. Não contratar os profissionais adequados

No CrossFit, não há escapatória: a assistência ao atleta deve ser completa, envolvendo desde o preparador físico até segmentos médicos, como a nutrição. A primeira vantagem desse acompanhamento é a comodidade do próprio atleta.

Segundo um artigo da Journal of Strength and Conditioning Research, quase 3 em cada 4 atletas relatam lesões no CrossFit. É um número expressivo, que colabora para a principal crítica em relação a essa modalidade: o atleta corre risco de se machucar. No entanto, nem sempre tem que ser assim.

Hoje em dia, algumas áreas como fisioterapia, educação física e nutrição, investem cada vez mais na prevenção de lesões. Métodos funcionais, como a avaliação biomecânica, conseguem guiar os profissionais a uma prática mais segura de exercícios. Com isso, mesmo atividades de alta intensidade podem ser realizadas com mais segurança e ser adequadas a cada atleta. Não é à toa que o CrossFit demanda um número pequeno de alunos por coach.

Uma dica a esse respeito é utilizar os índices clássicos da literatura para verificar. O artigo que mencionamos utiliza a “razão de lesões”, ou Injury Rate. Calculá-la é simples: você deve dividir o número total de lesões nos seus alunos pelo número de horas que eles treinaram. Um valor obtido próximo a 3 lesões a cada 1000 horas está condizente com os centros europeus de treinamento. Assim, você consegue um parâmetro objetivo para analisar a incidência de lesões no seu box de CrossFit.

Por último, vale lembrar que os boxes de CrossFit são regulamentados internacionalmente. Verifique se os profissionais que atuam no seu box são certificados pela CrossFit Inc., entidade que promove essa regulação. Assim, você se resguarda judicialmente no caso de qualquer contratempo e, é claro, oferece um serviço de maior qualidade.

2. Não ter um planejamento orçamentário

Muitos administradores de academia, quando se deparam com a gestão de box de CrossFit, ficam de cabelo em pé. A atividade deve ser acompanhada de perto por profissionais certificados e especializados, de múltiplas áreas. É claro que a primeira impressão é de que o CrossFit é caro e arriscado.

Essa visão não está 100% errada, mas alguns fatores devem ser levados em consideração. O primeiro deles é o fato de que, embora exija um investimento fixo do gestor, a popularidade do CrossFit vem aumentando nos últimos anos.

O que você deve observar é a captação de novos alunos — caso ela seja alta, você conseguirá manter os profissionais envolvidos e administrar seu setor financeiro com habilidade. Só não se esqueça de incluir despesas básicas, como manutenção de equipamentos.

3. Não acompanhar seu negócio de perto

Com um planejamento financeiro detalhado, é fundamental que você acompanhe de perto a gestão de box de CrossFit. Principalmente nos primeiros meses, não economize tempo e força de vontade: faça checagens diárias ou semanais do andamento do negócio, da captação de alunos e do livro caixa. Nada de terceirizar essa função!

Hoje em dia, o acompanhamento de um negócio está muito mais simples do que há alguns anos. Já existem softwares para academias, por exemplo, que atualizam os principais parâmetros diretamente no seu WhatsApp. Cada vez mais, a tecnologia caminha no objetivo de trazer maior praticidade e eficiência à administração.

4. Não se preocupar com a satisfação do cliente

Quando você alcança de meses a anos de experiência, avaliar apenas a captação já não é mais suficiente. É necessário avaliar também a retenção de atletas na sua academia. Isso porque de nada adianta você receber muitos alunos e, ao mesmo tempo, perder muitos alunos.

É claro que, como administrador de uma academia, você já está acostumado a esses parâmetros. No entanto, na gestão de box de CrossFit, a retenção de alunos é ainda mais importante.

Isso ocorre em razão de uma das principais motivações para a prática do CrossFit ser o desafio pessoal. Os alunos não buscam apenas ganho de força ou condicionamento físico, eles querem também bater seus próprios recordes, superar os próprios limites e sentir a própria evolução. Por isso, o CrossFit é uma atividade que trabalha muito com a visão do atleta.

Mensurar a satisfação dos seus clientes, portanto, é mais eficiente do que avaliar outros dados, como ganho de massa muscular. Assim, você conhecerá melhor os aspectos que motivam esses alunos. Essa é a melhor maneira de garantir uma retenção de atletas e, consequentemente, manter a saúde financeira da empresa.

5. Não buscar o auxílio da tecnologia

Em um negócio que cresce em velocidade tão rápida, controlar os dados da academia é essencial. Pode ser que, em meses, você decida administrar vários boxes de CrossFit. Por isso, pense duas vezes antes de usar um caderno e uma caneta para controlar os dados do seu negócio.

Aceite a ajuda da tecnologia e escolha um software potente para auxiliar no controle administrativo da academia. Esse é o melhor jeito de unir todos os itens anteriores em um só, e, ainda por cima, colocá-los no seu bolso.

Como você deve ter observado, os principais erros na gestão de box de CrossFit começam com “não”. Isso significa que os gestores erram mais pela falta do que pelo excesso. Se você quer se destacar, não economize em atenção e cuidado. Nessa caminhada, menos não é mais.

Se você quer saber mais sobre gestão de box de CrossFit, preencha o formulário abaixo e fale com um de nossos consultores.

* indicates required

About the author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: